5 Filmes para Experimentar e Viajar

Ainda na ressaca pós Oscar 2012, lembranças dos filmes que concorreram a 84a edição do prêmio da Academia este ano que nos inspiraram a experimentar e viajar.

Os Descendentes do Havaí

O Havaí já foi palco de vários filmes, mas pela primeira vez, conseguimos ter uma outra visão do lugar. Sem dúvida, ainda muito bonita, mas muito mais real, com os problemas locais que não imaginávamos ao pensar naquele paraíso. Não é à toa que venceu o prêmio de Melhor roteiro adaptado do ano.

A Estocolmo dos Homens que Não Amavam as Mulheres

Parte da cultuada trilogia do escritor sueco Stieg Larsson, o thriller ajudou a aquecer o turismo em Estocolmo. Fãs de Millenium não param de checar a capital sueca, buscando os locais em que cenas do filme e do livro aconteceram. Ponto para o vencedor de melhor montagem no Oscar 2012.

Tão Forte e Tão Perto em Nova York

Outro filme adaptado de um sucesso da literatura, a adaptação de “Extremamente Alto, Incrivelmente Perto“, de Jonathan Safran Foer, é um verdadeiro passeio por Nova York. A cidade já apareceu em inúmeros filmes premiadíssimos, mas pela 1a vez, tem como pano de fundo um drama vivido por uma família em decorrência do 11 de setembro. Não é a toa que foi um dos indicados a Melhor Filme do ano.

A Londres da Dama de Ferro

Tudo bem que grande parte do filme se passa dentro do Parlamento inglês, onde a protagonista do filme, Margareth Thatcher passou anos como membro e depois Primeira Ministra. Mas ainda assim é incrível rever a Londres dos anos 80, que apesar de tantos conflitos, conservou todo o seu charme e elegância. Um retrato diferente dos outros filmes que também tem cenas na cidade (Harry Potter e Sete Dias com Marylin só para citar os candidatos do ano). Uma aula de história e de atuação da atriz premiada Meryl Streep.

O Irã e a Separação.

Apesar de não ser o destino turístico mais usual, o Irã é um dos países que está no top 10 da minha lista de lugares para conhecer. O filme não se concentra na beleza de lá, mas conta muito do povo, da cultura e dos conflitos de um país, secular em teoria, mas fundamentalista historicamente. Um retrato da mudança em curso no país, digno do prêmio de Melhor Filme Estrangeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top